22 de janeiro de 2014

Doe Sua Energia


Que tal fazer o bem ao próximo e a si mesmo?
Sempre tive a convicção que toda ajuda disponibilizada estou fazendo algo de bom para mim mesma, embora não possa ser visto, sinto e sei que é real! Quando soube desse app, a primeira vontade foi colocar o tênis e sair correndo, achei a ideia incrível! Resolvi aproveitar a oportunidade e passar alguns valores para meus filhos, nesse caso o incentivo foi duplo com a pratica de exercício! Fomos num shopping aqui perto compramos roupa e tênis adequado para Victor correr (Lipe não pode correr por estar sentindo dor nas costas), esperamos Paulo chegar do trabalho e levamos ele também para nossa "corrida solidária"! Victor me surpreendeu correndo 3,2km, foi muito bom ver ele empenhado e a toda hora me perguntando quanto já tínhamos doado! Continuei até completar minha meta que era de 5km. 


O aplicativo se encarrega de contabilizar a distância percorrida e convertê-la em reais (isso mesmo e a conta é bem simples), a cada 1km percorrido a Baterias Moura irá doar R$ 1,00! As doações irão para o Lar do Nenen e para Casa de Maria!


O aplicativo está disponível para Android e iOS.
A campanha foi prorrogada até o dia 31 de Janeiro e o valor acumulado para doação pode ser acompanhado pelo site www.doesuaenergia.com.br
Vem correr também!

26 de julho de 2013

Dia dos avós (e da nostalgia)



Sinto muita falta dos meus avós, mesmo não tendo sido tão presente na vida deles... Sinto falta da vó materna que se foi a pouco tempo, dela me perguntando pela enésima vez "que horas são ai no seu relógio?" e indo conferir os outros relógios da casa para ver se estavam todos em sintonia, talvez tentando burlar o Sr. Tempo e o inevitável, ou pegar ele no flagra tentando adiantar o tempo que ainda lhe restava, falta do avô que nem conheci (e do que deixamos de viver) vá entende esse amor... Da vó e do vô paternos que moravam no sul e demorávamos muito pra visita-los, mas sempre que dava, o pai nos levava nas férias de final do ano, íamos de carro, saíamos da Bahia em direção ao Paraná e de longe essas foram as melhores viagens que já fiz!! No caminho parávamos em várias cidades e o pai fazia questão de mudar um pouco a rota para passar por cidades que fizeram parte da história dele... Histórias que pareciam tiradas de um livro!
Lembro de ter me perdido no labirinto em Gramado e um funcionário ter ido me "resgatar" apavorada, do cheiro das hortências em Canela, da grandiosidade das Catarata em Foz do Iguaçu, mas sobretudo ainda lembro do cheiro daquela cuca que só a vó fazia! 
Saudade de tirar pêssego e ameixa do pé, de chuva de granizo e o banho de lama com os primos, saudade de um tempo que não volta, mas eternamente grata por ter vivido... Grata por levar comigo os nomes das minha avós, vó Ana e vó Sofia!!

A todos os avós, um feliz dias!!! 
Aos netos, que aproveitem para curtir muito seus velhinhos!!


15 de julho de 2013

[Sto.] Clinique meu de cada dia!!


Tenho a pele muito oleosa e mesmo já tendo feito tratamento com Roacutan, as espinhas voltaram a parecer (com menor intensidade)! Usar hidratantes e protetores inadequados ao meu tipo de pele, sem dúvida favoreceu ao reaparecimento delas! A uns três anos por indicação de uma amiga comecei a usar os 3 Passos da Clinique e não larguei mais, amor total por eles!!


Faço um verdadeiro ritual todo santo dia ao acordar e antes de dormir! No inicio senti a pele descamar e repuxar um pouco (o negócio é poderoso mesmo), então passei a usar o Clarifying Lotion (no meu caso o numero 3 para pele oleosa) uma vez ao dia até a pele se adaptar! Uso primeiro o sabonete liquido e enxáguo, depois com um disco de algodão umedecido na loção esfoliante passo em todo rosto e pescoço, mesmo depois de lavar o rosto com o sabonete você percebe que o algodão ainda retira sujeira/maquiagem da pele, sem enxaguar espero secar um poco e passo o hidratante (uso o hidratante a base de gel para pele oleosa), ele é fácil de espalhar e é absolvido rapidamente, a pele fica sequinha mas com o aspecto de hidratada! Por fim passo o protetor solar (uso o Sun Max Acqua Oil Control)! 
Gosto muito também do sabonete em barra da Clinique, deixo dentro do box e sempre que vou tomar banho lavo o rosto com ele, esse dura muuuito!! 
Quem quiser testar a linha antes de fazer um investimento maior, pode começar pelo kit de Introdução, esse uso em viagens, facilita pelo tamanho já que os frascos da linha normal são bem maiores! 
A dois meses comecei a usar em paralelo com os produtos da Clinique o Blemish + Age Defense por indicação da dermatologista e estou em love com ele também, mas estou esperando terminar o primeiro frasquinho pra tirar minhas conclusões!

10 de julho de 2013

Somos a soma das escolhas e renúncias

Por pouco não apareço aqui com um bolo soprando velinhas... Quase um ano depois e cá estou, tantas coisas aconteceram, que fica até difícil fazer um resumo!
Enfim, entre mudanças, sonhos, projetos e muito trabalho, posso dizer que estou na minha melhor fase! Praticar o desapego nunca foi o meu forte, mas jogar tudo pro alto e abraçar o que realmente me importa, se revelou um prazer incrível!
E hoje o que realmente importa pra mim se resume a minha família, trabalho, amigos e a mim mesma...
Egoismo? De forma alguma, apena passei a não criar tantas expectativas!!  


"Só nos tornamos adultos quando perdemos o medo de errar. Não somos apenas a soma das nossas escolhas, mas também das nossas renúncias. Crescer é tomar decisões e depois conviver em paz com a dúvida. Adolescentes prorrogam suas escolhas porque querem ter certeza absoluta – errar lhes parece a morte. Adultos sabem que nunca terão certeza absoluta de nada, e sabem também que só a morte física é definitiva. Já 'morreram' diante de fracassos e frustrações, e voltaram pra vida. Ao entender que é normal morrer várias vezes numa única existência, perdemos o medo – e finalmente crescemos."

(Martha Medeiros)



24 de agosto de 2012

Sofro pra tomar decisões


E mas uma vez me pego nesse dilema de ter que escolher uma direção sem saber como será o caminho, a única certeza que tenho é do futuro incerto!!
Saudade de quando meus pais tomavam as decisões por mim, de quando não precisava nem ao menos me preocupar com o que comer ou vestir!

12 de maio de 2012

"A Melhor Mãe do Mundo"


Ok, dia das mães são todas as 24 horas do dia, 365 dias por ano e não tem mesmo como ser diferente, dês do momento em que recebemos o resultado positivo sentimos nossa vida dar um looping e mesmo nas horas distantes nos fazemos presentes de alguma forma!  Mas confesso que o dia das mães tem um gostinho especial, mimos, paparicos e homenagens na escola do filhote... Mas confesso também que fico um tanto mais sensível e refletindo sobre o meu papel de mãe e se estou desempenhando bem, em que posso melhorar (estamos sempre buscando isso, eternamente...)!
Hoje recebi essa mensagem de uma amiga me parabenizando pelo dia das mães e me identifiquei em vários momentos...

"Você é. Sua vizinha também. A Maitê. A Malu. A Claúdia. Eu, naturalmente. Somos as melhores mães do mundo. Aliás, essa é a única categoria em que não há segundo lugar, todas as mães são campeães, somos bilhões de "as melhores" espalhadas pelo planeta. Ao menos, as melhores para os nossos filhos, que nunca tiveram outra.


Não é uma sorte ser considerada a melhor, mesmo se atrapalhando tanto? Mãe erra, crianças. E improvisa. Mãe não vem com manual de instrução: reage apenas aos mandamentos do coração, o que tem um inestimável valor, mas não substitui um bom planejamento estratégico. E planejamento é tudo o que uma mãe não consegue seguir, por mais que livros, revistas e psicólogos tentem nos orientar.

Um dia um exame confirma que você está gravida e a felicidade é imensa e o pânico também. Uau, vou ser responsável pela criação de um ser humano! A partir daí, nunca mais a vida como era antes. Nunca mais a liberdade de sair pelo mundo sem dar explicações a ninguém. Nunca mais pensar em si mesma em primeiro lugar. Só depois que eles fizerem dezoito anos, e isso demora. E às vezes nem adianta.

O primeiro passo é se acostumar a ser uma pessoa que já não pode se guiar apenas pelos próprios desejos. Você continuará sendo uma mulher ativa, autêntica, batalhadora, independente, estupenda, mas cem por cento livre, esqueça. De maridos você escapa, dos próprios pais você escapa, mas da responsabilidade de ser mãe, jamais. E nem você quer. Ou será que gostaria?

De vez em quando, sim, gostaríamos de não ter esse compromisso com vidas alheias, de não precisar monitorar os passos dos filhotes, de não ter que se preocupar com a violência que eles terão que enfrentar, de não sofrer pelas dores-de-cotovelo deles, de não temer por suas fragilidades, de não ficar acordada enquanto eles não chegam e de não perder a paciência quando eles fazem tudo ao contrário do que sonhamos.

Gostaríamos que eles não falassem mal de nós nos consultórios dos psiquiatras, que eles não nos culpassem por suas inseguranças, que não fôssemos a razão de seus traumas, que esquecessem os momentos em que fomos severas demais e que nos perdoassem na vezes em que fomos severas de menos. Há sempre um "demais" e um " de menos" nos perseguindo. Poucas vezes acertamos na intensidade dos nossos conselhos e críticas.

Mas é assim que somos: às vezes exageradamente enérgicas em momentos bobos, às vezes um tantinho condescendentes na hora de impor limites. A gente implica com alguns amigos deles e adora outros e não consegue explicar por quê, mas nossa intuição diz que estamos certas. Mas de que adianta estarmos certas se eles só se darão conta disso quando tiverem os próprios filhos?

Erramos em forçá-los a gostar de aipo, erramos em agasalhá-los tanto para as excursões do colégio, erramos em deixar que passem a tarde no computador em véspera de prova, erramos em não confiar quando eles dizem que sabem a matéria, erramos em nos escabelar porque eles estão com olhos vermelhos (pode ser só resfriado), erramos quando não os olhamos nos olhos, erramos quando fazemos drama por nada, erramos um pouquinho todo dia por amor e por cansaço.

O que nos torna as melhores mães do mundo é que nossos erros serão sempre acertos, desde que estejamos por perto."


Do livro Doidas e Santas de Martha Medeiros

28 de abril de 2012

Fortaleza em 2 dias - Parte 1

Pra não ficar cansativo e ter que resumir muito, vou postar a viagem em partes...

Confesso que fiquei com gostinho de quero mais, mas como só tínhamos dois dias livre, fiz um roteiro bem apertadinho e conseguimos aproveitar bastante!!


Desembarcamos em Fortaleza na sexta às 23h e o rapaz da locadora de veículos já estava nos aguardando, fiz a reserva por indicação de duas amigas e recomendo, foi pontual na entrega e na retirada do veículo!

Vista do quarto à noite

Chegamos no hotel quase meia-noite e a fome começou a bater, vi da varanda do quarto que a uns 100m tinha uma pastelaria e fomos lá conferir, cada um pediu de entrada dois mini pasteis, os meus foram um de camarão e o outro de siri catado, deliciosos e enormes (o melhor pastel de camarão que já comi)... Perguntei ao garçom se não estava errado pois havia pedido mini pasteis, e pra minha surpresa o tamanho era aquele mesmo (do tamanho dos pasteis tradicionais daqui)! Além desse tinha o pequeno, médio e grande, segundo o garçom (que foi simpaticíssimo, característica predominante no povo cearense) o tamanho grande tinha que comer no prato e servia bem duas pessoas!! A pizza chegou logo depois e também estava ótima (pedimos de carne do sol), mas já não comemos com tanta vontade depois de nos fartarmos com os pastéis!




No dia seguinte amanheceu chovendo muito, e nem sinal que fosse passar logo... Tínhamos planejado ir ao centro, mas sem condições! Fomos então ao Beach Park já que água lá não era problema, o tempo ficou fechado o dia todo e a chuva só passou no final da tarde (quando eu finalmente pude tirar algumas fotos)! Adoramos, as crianças se divertiram muito e graças a chuva o parque estava vazio, a maioria dos brinquedos sem fila, fomos em quase todos... Desci no Insano duas vezes e pra mim, subir os 41m de escada é muito pior que a descida em alguns segundos, mas vale a pena, adoro essa adrenalina e o friozinho na barriga! Achei muito mais punk toboágua preto fechado que desce sem bóia do Ramubrinká, “quequeaquilo”, marido chegou a passar mal por uns instantes e a impressão que tive foi que ele estava enfartando, mas logo passou e acabamos rindo da situação, por ser o pior, achei ser o melhor, sensação indescritível, só descendo pra saber!!! Mas bom mesmo é o Acqua Show, ele reuni vários brinquedos e toboáguas para crianças e um balde enorme que despeja 1.800 litros de água de uma só vez, mas é invadido na cara dura pelos adultos ao primeiro sinal de transbordamento do balde!Só chei os preços altos (pagamos 130,00 adultos e 120,00 criança), comida achei o preço salgado também, uma opção são os combos com sanduiche ou cachorro-quente que tem um tamanho generoso (variam de 18,50 à 25,00). O aluguel do armário acho indispensável, colocamos tudo nele e ficamos apenas com a roupa de banho, sem ter a preocupação de quem ia ficar de olho nas coisa para o outro brincar (pagamos 35,00 e na devolução da chame recebemos 20,00 de volta).Apesar dos preços altos é diversão garantida para todas as idades, super recomendo!!!


Insano... Eu fui!!!


Hotel Spazzio Fortaleza: Funcionários bem receptivos, quarto amplo e confortável! Senti falta de copos e talheres, mas pedi na recepção e em poucos minutos levaram no quarto. Antes de reservar vi alguns comentários sobre a demora do elevador, acredito que por ser em baixa estação não tive problema com isso! Recomendo e ficaria novamente

Dom Pastel: Comemos um pastel divino e uma pizza deliciosa!! Servem também vários outros pratos além de pastel (sushi, saladas, massas, sanduiches, tapiocas, churrasco...), super recomendo
http://www.dompastel.com.br/ 

Locação de veículo: Loquei por indicação e recomendo, preço justo e carro conservado. Pontualidade na entrega e retirada do veículo!
Contato Fellipe (85) 8815-4557 e (85) 9169-1469

Submarino Viagens: Por não querer comprometer o limite do cartão fiz a reserva pelo site do Submarino e usei o limite extra oferecido para compras no site, como não conhecia Fortaleza, fiz a reserva de um hotel na Praia do Futuro, dois dias depois solicitei o cancelamento e reservei o hotel no Meireles, foi cobrado 10% do valor pelo cancelamento e três meses depois ainda está sendo cobrada as parcelas! Não recomendo!
http://www.submarinoviagens.com.br/

Booking: Refiz a reserva pelo Booking e foi tranquilo, caso quisesse cancelar uma semana antes da viagem, não seria cobrado valor nenhum pela desistência ou alteração da data! Recomendo! 
http://www.booking.com/

Beach Park: Preços altos, mas muita diversão
http://www.beachpark.com.br/

19 de agosto de 2011

Agosto chegou...



Nunca fui muito de acreditar em superstições, apesar de já ter feito minhas simpatias na adolescência (que não deram em nada)! Chego a achar algumas um pouco exageradas, como assim os argentinos não aconselham lavar a cabeça durante o mês de Agosto? Tem medo da morte mas não tem medo de pegar seborreia (nojinho)!?


Esse ano o mês de Agosto chegou pra mim feito um tsunami!!!
Decidimos que não era justo incluir Victor nessa correria que é nosso dia-a-dia e impor a ele uma rotina de "trabalho", contratamos uma empregada pra dormir e colocamos ele no transporte escolar, apesar deu não estar muito satisfeita com a empregada (mas vou tentar fazer meus ajustes antes de procurar outra), contratamos uma pessoa pra nos ajudar no escritório (depois de três dias cansativos de entrevistas), a quantidade de pedidos e cotações tem aumentado muito com a proximidade do verão, reuni a família lá em casa pra comemorar o dia dos pais (cansativo mas amo), a empresa que está montando a loja virtual vai entregar o site e eu ainda não cadastrei todos os produtos, temos uma viagem para São Paulo dia 26 para feira de utilidades e decorações (que provavelmente irei cancelar), dia 3 de Setembro meu pai faz 70 anos (não poderia deixar passar em branco) mas ainda falta muito o que organizar... Pra completar a bagaceira, fizemos a mudança do escritório sozinhos (isso mesmo, desmontar, carregar e montar)!  

Seria injusto dizer que tem sido um mês de desgosto, ao contrário tem sido um mês de muito trabalho e decisões... Acho que nunca trabalhei tanto em minha vida, tenho chegado no escritório 8 e saído entre 20 e 22h, quando chego em casa e deito pra tentar descansar, "Tico e Teco" encistem em ficar repassando tudo que ainda tenho a fazer, acabo levantando e ligando o computador pra adiantar um pouco do que está pendente, chega uma hora que apago e largo o computador ligado do lado da cama, pouco tempo depois já é hora de levantar e começar tudo novamente... 

18 de julho de 2011

O drama na hora da escola


Primeiro dia de aula

Todos os dias me preparo psicologicamente sem saber o que vai acontecer... Um dia é dor de barriga, o outro é dor de cabeça e por aí vão as desculpas na hora de entrar na escola! Sinto que ele gosta da escola e tem um bom relacionamento com os colegas e com a professora, o que me preocupa é esse excesso de dependência que ainda tem conosco!

Coloquei Victor na escola aos dois anos, mais não ficou nem três dias, pois no terceiro não passou do portão, agarrou no pescoço do pai com tanto desespero que acredito que pai nenhum deixaria seu filho na escola naquele estado! 

Concordamos em mudar de escola e só colocar ele no ano seguinte... Mas o drama continuou, foram dois anos de muito choro e sofrimento, tanto dele quanto meu! Fazia o possível pra ser forte (coisa que não sou) e segurava a emoção na hora de "largar" ele aos prantos chamando por mim, mas bastava sair da visão dele pra eu desabar no choro...

Hoje ele ta com seis anos e o choro diminuiu muito, acontece vez ou outra, mais é um "parto" todos os dias na hora de deixar ele na escola, sente de tudo e faz aquela cara de cachorro que caiu da mudança, pede pra levar no banheiro porque tem vergonha de ir com outra pessoa, ou pede pra ir até a porta da sala pra ver se a pró não quer falar comigo... Mais se levo até a porta da sala a coisa complica ainda mais e tenho que ser dura com ele!

Festa junina desse ano (Foto: Mariana Dourado)

Sinceramente, não sei se eu errei em algum momento ou se ainda estou errando, mas confesso que não tem sido fácil! Tenho pesquisado muito sobre o assunto e pensado em procurar ajuda de um psicólogo infantil, não sei mesmo o que fazer e pra completar sinto que meu tempo está cada dia mais escasso devido ao trabalho!


1 de julho de 2011

Ansiedade minha de cada dia




Sempre que fico assim preciso me distrair pra esquecer os anseios... E a vítima dessa (e outras) vez foi o blog, nome e endereço novo pra variar...
Ultimamente não tenho tido tempo pra nada mais quero tudo!


Blogger Templates by Blog Forum